PET-Idiomas: cursos de Línguas e cursos de Formação

Descrição/Justificativa:

Atualmente, a Universidade Federal de Santa Catarina conta com os seguintes cursos de Letras: (i) Letras Línguas Estrangeiras (alemão, espanhol, inglês, francês e italiano); (ii) Letras Português; e (iii) Letras Libras, nas modalidades presencial e a distância. Portanto, o PET-Letras engloba essas diferentes línguas e distintas vertentes formativas e considera a realidade atual em que as distâncias são encurtadas, as pessoas entram, cada vez mais, em contato com falantes de diversas línguas e as informações circulam velozmente em muitos idiomas.

Devido a isso, uma das ações PET-Letras direciona-se ao trabalho com línguas, vocais e gestuais, no que se refere ao seu ensino e à formação de seus professores. Essas atividades de ensino e de formação são organizadas no âmbito do Projeto denominado “PET-Idiomas: formação e ensino”, o qual se desenvolve por meio da estruturação de um sistema de formação-ensino destinado:

(i) ao aperfeiçoamento da formação de professores de línguas, graduandos e pós-graduandos, principalmente dos cursos de Letras e das áreas de Linguística e Linguística Aplicada;

(ii) à discussão, aplicação e reflexão sobre novas possibilidades, perspectivas, metodologias e materiais de ensinoaprendizagem de línguas nacionais e estrangeiras, vocais e gestuais;

(iii) ao oferecimento gratuito de cursos de línguas (vocais: espanhol, alemão, italiano, francês, português etc.; gestuais: Libras, Língua de Sinais Americana – ASL, Sinais Internacionais etc.) à comunidade em geral, incluindo os graduandos em Letras.

O projeto é organizado como um sistema de formação-ensino, coordenado e acompanhado pela equipe do PETLetras, petianos e tutor, e conta com a participação: (i) de estudantes, de graduação e de pósgraduação, que atuam voluntariamente como professores-em-formação; (ii) de professorespesquisadores que atuam na formação desses professores-em-formação; e (iii) cursistas do PETIdiomas, provenientes da graduação da UFSC e da comunidade em geral.

O PET-Idiomas alcança um número significativo de participantes, mostrando-se, cada vez mais, como um importante instrumento de formação e transformação social.

Objetivos:

O PET-Idiomas tem o objetivo central de contribuir com a formação integral dos estudantes de graduação em Letras, no que se refere ao aprendizado e ao ensino de línguas com vistas ao (à):

– democratização do acesso a diferentes línguas, nacionais e estrangeiras, vocais e gestuais; – melhoria da prática pedagógica no ensino de segunda língua e de língua estrangeira e estimulo à introdução de novas práticas pedagógicas na graduação;

– aperfeiçoamento da formação para a docência, principalmente, dos alunos dos cursos de Letras (Línguas Estrangeiras, Português e Libras);

– promoção de metodologias inovadoras de ensino de línguas, nacionais e/ou estrangeiras, vocais e/ou gestuais;

– incentivo à atuação profissional guiada por uma postura crítica, pela cidadania e pela promoção de igualdade social.

Em 2016-1 foram ofertadas 16 turmas. O PET-Idiomas recebeu 3.401 inscrições e a média de alunos atendidos foi de 350.

Em 2016-2 foram ofertadas 19 turmas, distribuídas em 8 idiomas. Foram feitas 648 inscrições, sendo que uma média de 350 alunos foi atendida.

Em 2017-1 foram ofertadas 31 turmas, distribuídas em 9 idiomas. Destaca-se a oferta de cursos da língua africana (bantu) kimbundu e de Libras. O PET-Idiomas recebeu 3.512 inscrições e a média de alunos atendidos foi de 770.

Em 2017.2 foram ofertadas 28 turmas, distribuídas em 8 idiomas, sendo eles: alemão, espanhol, inglês, francês, italiano, libras, grego e português para estrangeiros. Foram feitas 3.514 inscrições com uma média de 700 alunos atendidos.

Em 2018.1 foram ofertadas 24 turmas, distribuídas em 6 idiomas, sendo eles: alemão, espanhol, inglês, francês, italiano e Libras. Foram feitas 1.718 inscrições  com uma média de 600 alunos atendidos.

Em 2018.2 foram ofertadas 21 turmas, distribuídas em 7 idiomas, sendo eles: alemão, espanhol, inglês, francês, italiano, japonês, russo, português para estrangeiros, libras e língua de sinais internacionais ( ASL). Foram feitas 1.076 inscrições com uma média de 525 alunos atendidos.

Em 2019.1 foram ofertadas 18 turmas, distribuídas em 8 idiomas, sendo eles: alemão(2), espanhol(2), inglês(5), francês(3), italiano(3), japonês(1), português para estrangeiros(1), libras(1). Foram feitas 1.000 inscrições com uma média de 462 alunos atendidos.

Em 2019.2 foram ofertadas 17 turmas, distribuídas em 8 idiomas, sendo eles:  alemão(1), espanhol(2), inglês(3), francês(1), italiano(3), japonês(2), português para estrangeiros(2), libras(3). Foram feitas 1.138 com uma média de 501 alunos atendidos.